Recadastramento de jazigos nos cemitérios do Rio tem prazo estendido

Proprietários de sepulturas ganham mais tempo para atualizar seus cadastros

sjbO recadastramento digital de sepulturas perpétuas no Rio de Janeiro teve seu  prazo estendido pelas concessionárias que administram os 13 cemitérios públicos da cidade. Dessa forma, os donos de jazigos ganharam mais tempo para atualizar seus cadastros e assegurar os direitos adquiridos. O recadastramento – que começou a ser em maio de 2015 –   tem como objetivo identificar sepulturas abandonadas, algumas pertencentes a famílias que já se extinguiram e outras usadas indevidamente  – há denúncias de que no passado jazigos foram vendidos mais de uma vez para diferentes pessoas.

Nos sete cemitérios administrados pela Reviver, que juntos somam 80 mil jazigos, cerca de 25% dos proprietários fizeram o recadastramento de suas sepulturas. Já nos seis cemitérios sob a gestão da Rio Pax, num total de 250 mil jazigos, aproximadamente 20% atualizaram o cadastro dos mausoléus de suas famílias.

Para intensificar esse processo de recadastramento, que irá pelo menos até dezembro deste ano,  as concessionárias estão reforçando a divulgação nos meios de comunicação, bem como ampliaram suas estruturas de call center para atender aos proprietários de jazigos. O recadastramento é necessário não apenas para a verificação da documentação, mas especialmente para certificar e validar os documentos originais. Dessa forma, evita-se que terceiros façam uso inadequado dos jazigos.

As famílias podem fazer o recadastramento pelos telefones 0800 022-1650 (Reviver) e 0800 726-1100 (Rio Pax) fornecidos pelas concessionárias para agilizar o processo, que será considerado concluído com a confirmação dos documentos apresentados.

Há também a opção de realizar o recadastramento pela internet, através dos links concessionariareviver.com/recadastramento e riopax.com.br/recadastramento. Uma terceira maneira de atualização do cadastro é fazê-lo pessoalmente nas administrações dos cemitérios.

 Recadastramento gratuito

O recadastramento é gratuito, e a pessoa que desejar pode quitar a taxa de manutenção anual das sepulturas – regulamentada pela Prefeitura desde agosto de 2014 – no momento do novo cadastro.

Cemitério administrados pela Reviver:

  • São Francisco Xavier (Caju)
  • Realengo
  • Santa Cruz
  • Ilha do Governador
  • Ricardo de Albuquerque
  • Guaratiba
  • Paquetá

Cemitérios administrados pela Rio Pax:

  • São João Batista
  • Jacarepaguá
  • Irajá
  • Inhaúma
  • Campo Grande
  • Piabas (Vargem Grande)