Visitas guiadas gratuitas no São João Batista

A exemplo do que acontece nos mais famosos cemitérios do mundo como o Père-Lachaise, na França, o Saint James, em Londres, e o Recoleta, na Argentina, o cemitério São João Batista, único da Zona Sul do Rio, passa a ter mensalmente visitas turísticas guiadas.

A iniciativa é da Concessionária Rio Pax, nova administradora do São João Batista, que assumiu seis cemitérios públicos da cidade em 14 de agosto de 2014.

O passeio inaugural acontece no dia 30 de outubro, às 14hs, e será guiado pelo historiador Milton Teixeira, profundo conhecedor da cidade, que fazia essas visitas desde 1994, mas as interrompeu após a degradação do local. Agora, com o apoio institucional da Rio Pax e da Prefeitura do Rio, o passeio, batizado de SJB, Museu a Céu Aberto, está sendo retomado com direito a manual, mapa digital do cemitério, entre outras novidades.

Inaugurado em 1852 por Dom Pedro II – até então, as pessoas eram enterradas em igrejas e a criação de cemitérios passou a ser uma questão de Saúde Pública –, o São João Batista tem centenas de ricos mausoléus e túmulos adornados por esculturas que são verdadeiras obras de arte.

A visita acompanha a evolução arquitetônica dos séculos XIX e XX. O pórtico e a capela, por exemplo, são em estilo neoclássico; as sepulturas do fim do Século XIX e início do XX guardam os estilos eclético e neogótico. E o art déco está presente em sepulturas e esculturas do período entre a 1ª e a 2ª Guerras Mundiais.

No São João Batista estão sepultados diversas personalidades da nossa história. Nomes como José de Alencar, Cândido Portinari, Carmem Miranda, Tom Jobim, Santos Dumont, Vinícius de Moraes, Chacrinha, Clara Nunes, Cazuza, nove ex-presidentes da República, todos os imortais da Academia Brasileira de Letras (ABL), entre outros tantos nomes , estão enterrados lá.

O ponto alto do passeio é a entrada na cripta de 120 metros quadrados da ABL. A Academia autorizou a visita ao seu mausoléu onde estão sepultados grandes nomes como Machado de Assis, Manuel Bandeira, Darcy Ribeiro, Dias Gomes, entre outros notáveis.

As visitas gratuitas acontecerão uma vez por mês, com grupos de até 100 pessoas formados por alunos de escolas, turistas e curiosos.